casinos-europeus-de-base-territorial

DINAMARCA

INTRODUÇÃO
As receitas dos seis casinos de base territorial da Dinamarca mantiveram-se relativamente estáveis nos últimos anos. Em 2015, geraram ganhos de € 58 milhões, 3,5% mais que em 2013.
Os casinos da Dinamarca têm assistido a um aumento de popularidade entre os clientes. As visitas subiram quase 10% nos últimos dois anos, com um total de 452.000 visitas individuais às instalações do casino em 2015, em comparação com 412.000 em 2013.
O setor agora emprega 20 pessoas adicionais, elevando o número total de empregados em tempo integral para 300, um aumento de sete por cento desde 2013.
O setor on-line do antigo monopólio dinamarquês Danske Licens Spil dominou o mercado online licenciado na Dinamarca, detendo o que se acredita ser uma participação de mercado de mais de 50%.
No entanto, em abril de 2016, o governo dinamarquês com o apoio de quatro partidos sugeriu que era favorável à privatização do setor, que também conta com 4.400 pontos de venda.
Embora o licenciamento online para apostas desportivas e jogos de casino online tenha entrado em vigor em 2012, as receitas dos casinos permaneceram praticamente inalteradas.
dinamarca NÚMERO DE CASINOS
2016       6
2015       6
2014       6
2013       6
NÚMERO DE EMPREGADOS
2016       300
2015       300
2014       —–
2013       280
NÚMERO DE VISITAS (em 000s)
2016         433
2015         452
2014          —-
2013          412
RECEITAS BRUTAS DE JOGO E GORJETAS EM MILHÕES €)
2016       61 milhões
2015       58 milhões
2014       54 milhões
2013       56 milhões
PROTEÇÃO DO CONSUMIDOR / MEDIDAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL
Os casinos da Dinamarca estão sujeitos a requisitos rigorosos relacionados ao registo de clientes, incluindo o registo de vídeos e o armazenamento de dados.
Todos os clientes devem fornecer a identificação mediante pedido, e todos os casinos devem registar informações sobre o nome, endereço e data de nascimento de cada cliente, nacionalidade (deixou de ser necessário) e uma indicação do horário de chegada de cada cliente. O casino deve armazenar essas informações por cinco anos.
Os empregados do casino estão sujeitos a requisitos adicionais e não podem participar em jogos na propriedade. A Danish Gambling Authority também supervisiona o mercado de máquinas como um todo.
Para os jogos de fortuna ou azar online, existe um registo nacional de jogadores excluídos (Register of Voluntary Excluded Players – ROFUS e os casinos de base territorial estão incluídos no ROFUS desde o outono de 2016. Os jogadores podem registar-se diretamente no sistema. Após cinco anos a informação é automaticamente excluída e o jogador pode visitar novamente casinos. Os operadores online são obrigados a verificar se um jogador está registado neste sistema de autoexclusão.
Exclusões temporárias também são possíveis e não podem ser por menos de um mês ou mais de um ano. Os jogadores também podem escolher uma pausa mais curta, de 24 horas, apelidada de período de reflexão.
Uma lista de todos os centros de tratamento pode ser encontrada no site do Gaming Board.
Idade legal: 18 anos
Proibição de fumar: Parcial. Permitidas áreas para fumadores.
MERCADO REGULADO DE CASINOS
♦ Base territorial: Múltiplas licenças (7)
♦ Online: Várias licenças (sem limite
JOGOS DE CASINO REGULADOS
♦ Base territorial: Os operadores de casinos podem oferecer qualquer jogo relacionado com casinos sem aprovação prévia
♦ Online: As licenças permitem roleta, blackjack, poker e jogos similares, bem como máquinas de jogos que oferecem prémios em dinheiro.
REGULADOR RESPONSÁVEL PARA JOGOS DE CASINO DE BASE TERRITORIAL E ONLINE
Base territorial e Online: Danish Gambling Authority
MERCADO ILEGAL
Jogos de fortuna ou azar de base territorial ilegais: Restrições de publicidade de operadores não licenciados.
Jogos online ilegais: Bloqueio de sites e restrições de publicidade de operadores não licenciados.

Disponibilizado por:         Preparado por:

european-casino-association-logo      herzfeld-consulting      gambling-compliance-logo

VISITE OS NOSSOS SÍTIOScurved_arrow-512
REDE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL                                                                                                                                                        

Rede de Responsabilidade Social (RRS)