As entidades exploradoras devem dispor de um sistema técnico de jogo para a organização e exploração dos jogos e apostas online, que permita cumprir as obrigações decorrentes do RJO e as que resultam das respetivas regras de execução ou de regulamentos, instruções ou orientações da entidade de controlo, inspeção e regulação.

SAIBA MAIScurved_arrow-512
SISTEMA TÉCNICO DE JOGO

SISTEMA TÉCNICO DE JOGO

O conjunto de hardware e software, gerido pela entidade exploradora, que constitui o interface entre a entidade exploradora e o jogador, pelo qual deve ser encaminhado todo o tráfego
de dados entre o jogador e a plataforma de jogo e que inclui a presença na Internet, a infraestrutura de entrada e registo e a plataforma de jogo, integrando bases de dados, o software de jogos e apostas online, o gerador de números aleatórios, os módulos de gestão e todo o demais hardware e software em que se suporte a exploração desta atividade

As entidades exploradoras devem dispor de um sistema técnico de jogo para a organização e exploração dos jogos e apostas online, que permita cumprir as obrigações decorrentes do RJO e as que resultam das respetivas regras de execução ou de regulamentos, instruções ou orientações da entidade de controlo, inspeção e regulação.

Saiba Mais

Gerador de números aleatórios:
O componente de software ou hardware que, garantindo a aleatoriedade, gera os resultados numéricos que são utilizados pela entidade exploradora para determinar o resultado dos jogos de fortuna ou azar
A geração de resultados nos jogos de fortuna ou azar deve basear-se num gerador de números aleatórios certificado.

Saiba Mais

Acesso e controlo técnico:
As entidades exploradoras estão obrigadas a ter localizados todos os componentes do sistema técnico de jogo em instalações às quais a entidade de controlo, inspeção e regulação possa, a todo o momento, aceder.

Saiba Mais

Certificação e homologação do sistema técnico de jogo:
As entidades exploradoras devem obter a certificação do sistema técnico de jogo junto das entidades constantes de lista a divulgar pela entidade de controlo, inspeção e regulação no seu sítio na Internet.

Saiba Mais

Auditoria do sistema técnico do jogo:
Após a homologação, a entidade de controlo, inspeção e regulação procede a auditorias periódicas ao sistema técnico de jogo.

Saiba Mais

REQUISITOS TÉCNICOS DO SISTEMA TÉCNICO DO JOGO ONLINE

REQUISITOS TÉCNICOS DO SISTEMA TÉCNICO DO JOGO ONLINE

As entidades exploradoras devem dispor de um sistema técnico de jogo para a organização e exploração dos jogos e apostas online, que permita cumprir as obrigações decorrentes do RJO e as que resultam das respetivas regras de execução ou de regulamentos, instruções ou orientações da entidade de controlo, inspeção e regulação.

INFRAESTRUTURA DE ENTRADA E REGISTO

A infraestrutura técnica, gerida pela entidade exploradora, pela qual deve ser encaminhado todo o tráfego de dados entre o jogador e a plataforma de jogo e para a qual devem ser reportadas todas as demais operações relacionadas com a atividade de jogos e apostas online, com vista ao seu registo e reporte para a infraestrutura de controlo;

A infraestrutura de entrada e registo faz parte do sistema técnico de jogo. É a infraestrutura que as entidades exploradoras devem implementar e instalar em território nacional para permitir o controlo e inspeção da atividade de jogos pelo SRIJ.

A  Infraestrutura de Entrada e Registo é composta pelos seguintes componentes:
● Gateway da entidade exploradora;
● Safe

Gateway da entidade exploradora:
A entidade exploradora está obrigada a instalar um Gateway dedicado, para o qual devem ser redirecionados todos os acessos dos jogadores (web, acesso móvel, outros) que se estabeleçam a partir de localizações situadas em território português (vindas de um endereço IP português) ou que façam uso de contas de jogadores registados em Portugal.
Safe:
A entidade exploradora deve instalar uma infraestrutura dedicada (Safe), localizada no território português, que garanta o armazenamento seguro dos dados de jogo e apostas, consoante as categorias definidas. A estrutura de pastas do Safe deve ser construída com base na estrutura e frequência especificadas de acordo com o modelo de dados definido pelo SRIJ.

AMBIENTE DAS ENTIDADES EXPLORADORAS

O ambiente das entidades exploradoras (plataforma de jogo e captor) pode localizar -se fora do território português.

Plataforma de Jogo Online:
A plataforma de jogo online é constituída pela infraestrutura de hardware e software que funciona como o principal interface entre os jogadores e as entidades exploradoras de jogo, oferecendo aos jogadores as ferramentas necessárias para abrir e fechar contas, registar e alterar os dados de identificação, depositar ou levantar fundos das respetivas contas de jogo e visualizar o detalhe das respetivas atividades ou os respetivos extratos e relatórios.
Captor:
A entidade exploradora deve implementar um Captor, funcionalidade destinada a realizar a extração sistemática de dados da plataforma de jogo e a transmissão sistemática para o Safe, garantindo a recolha, validação, formatação e armazenamento seguros dos dados relacionados com o jogo e apostas e assegurando a respetiva integridade, disponibilidade e confidencialidade.
Serviços dos Jogadores:
A funcionalidade dos serviços dos jogadores é considerada parte do sistema técnico de jogo. É aceite que esta funcionalidade pode ser implementada pela entidade exploradora no seu ambiente de jogo (plataforma de jogo).

LINK  Consulte Regulamento

.

VISITE OS NOSSOS SÍTIOScurved_arrow-512
REDE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL                                                                                                                                                        
Rede de Responsabilidade Social (RRS)
Jogo Online Autorizado em Portugal
bet.pt
betclic-pt-logo
estoril-sol-casinos
pokerstars

casinoportugal-logo