As entidades exploradoras devem obter a certificação do sistema técnico de jogo junto das entidades constantes de lista a divulgar pela entidade de controlo, inspeção e regulação no seu sítio na Internet. Após a homologação, a entidade de controlo, inspeção e regulação procede a auditorias periódicas ao sistema técnico de jogo.

SAIBA MAIScurved_arrow-512
CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DO SISTEMA TÉCNICO DE JOGO

Diario da Republica

DECRETO-LEI Nº 66/2015

ANEXO I

Regime Jurídico dos Jogos e Apostas Online

Artigo 35.º

Certificação e homologação do sistema técnico de jogo

 

1 — As entidades exploradoras devem obter a certificação do sistema técnico de jogo junto das entidades constantes de lista a divulgar pela entidade de controlo, inspeção e regulação no seu sítio na Internet.

2 — A homologação do sistema técnico de jogo depende cumulativamente:

a) Da demonstração da certificação do sistema técnico de jogo;

b) Do cumprimento de todos os requisitos e especificações exigidos para o sistema técnico de jogo;

c) Do pagamento da taxa de homologação, no prazo para o efeito fixado pela entidade de controlo, inspeção e regulação.

3 — A entidade de controlo, inspeção e regulação estabelece as especificações que o sistema técnico de jogo deve observar para que possa ser certificado e homologado.

4 — A entidade de controlo, inspeção e regulação pode solicitar às entidades exploradoras, no âmbito do processo de homologação, toda a informação que considere necessária para a análise do projeto de estruturação do sistema técnico de jogo e proceder à realização dos testes necessários à verificação dos requisitos e especificações referidos na alínea b) do n.º 2.

5 — A certificação do sistema técnico de jogo para a exploração dos jogos de fortuna ou azar objeto da licença a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 12.º abrange apenas os tipos de jogos que a entidade exploradora pretenda disponibilizar.

6 — Durante o período de vigência da licença, a entidade exploradora deve obter nova certificação e homologação do sistema técnico de jogo sempre que:

a) Pretenda disponibilizar os tipos de jogos previstos na licença a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 12.º que não foram ainda objeto da certificação;

b) Pretenda explorar novos tipos de jogos de fortuna ou azar para além dos referidos na alínea d) do n.º 1 do artigo 12.º, sem prejuízo do disposto nos n.ºs 2 a 4 do mesmo artigo.

pdf word icon

Disponível para Consulta   Decreto-Lei n.º 66-2015

×A informação que disponibilizamos nesta página não dispensa a consulta do Diário da República

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA A FASE DE HOMOLOGAÇÃO DO SISTEMA TÉCNICO DO JOGO ONLINE

FASE DE HOMOLOGAÇÃO

O Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ) disponibiliza no seu website o Manual de Procedimento para a fase de Homologação do Sistema Técnico do Jogo Online, um documento que pretende fornecer às entidades requerentes  de uma licença de exploração de jogo online, toda a informação necessária à realização da fase de homologação do seu sistema técnico de jogo.

Desta forma, o documento irá versar os pontos que se consideram mais importantes para esse objectivo:

  • A forma como se procede à ligação entre a infraestrutura de controlo e a infraestrutura de entrada e registo;
  • O conteúdo dos testes que compõem a fase de homologação;
  • O calendário proposto para a realização desses testes;
  • A forma como o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ) se propõe interagir com as entidades requerentes;
  • A informação adicional que se considera ser necessária transmitir neste momento às entidades requerentes.

manual-de-homologacao-1  manual-de-homologacao-2

pdf Documento disponível

ENTIDADES CERTIFICADORAS RECONHECIDAS PELA COMISSÃO DE JOGOS DO TURISMO DE PORTUGAL, I.P

Foram reconhecidas as seguintes empresas enquanto entidades certificadoras de sistemas técnicos de jogo online:

  • eCOGRA/ Egaming Compliance Services Limited
    Contacto: Shaun McCallaghan
    shaun@ecogra.org
VISITE OS NOSSOS SÍTIOScurved_arrow-512
REDE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL                                                                                                                                                        
Rede de Responsabilidade Social (RRS)